Notícia

Tecnologia para RH

28/10/2019 - 12h35

Sistema de gestão de benefícios ajuda a economizar até 35% dos custos fixos

Otimização de processos, controle de custos e gestão de benefícios são algumas das estratégias para cortar gastos

 

 

Os gastos fixos de uma empresa, de forma geral, são altos, variando de acordo com o porte da organização e de acordo com uma pesquisa realizada em 2018, pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), , entre as principais causas de mortalidade de empresas, estão o planejamento prévio dos negócios e a falta de capacitação na área de gestão empresarial. O levantamento mostrou, ainda, que na opinião dos profissionais que tiveram suas empresas fechadas, uma gestão financeira mais eficaz (13%) e um planejamento de negócios estruturado (18%) teriam sido cruciais para evitar a falência de seus empreendimentos.

 

Renato Zacharias, sócio-diretor da empresa de benefícios RB, assinala que, quando uma empresa decide cortar gastos, as principais iniciativas a serem levadas em consideração são: conhecer e analisar os processos e o controle das operações, identificar quais são os segmentos que estão gerando mais custos e o que, dentro da estrutura da empresa, pode ser cortado ou reduzido.

 

Ele afirma que a gestão dos benefícios dos colaboradores pode gerar uma economia significativa para a organização. “Com a gestão do vale-transporte, é possível que a empresa consiga alcançar uma boa economia, sem afetar os direitos trabalhistas, podendo, assim, usar o valor economizado em investimentos em prol da qualidade de vida do colaborador, como melhorias na estrutura da empresa, promoções, aumentos salariais e criação de áreas de lazer e bem-estar, para diminuir o estresse.”

 

A própria RB desenvolveu um sistema que auxilia na economia de até 35% nos custos fixos com o transporte de colaboradores. “A gestão inteligente permite que a organização realize a compra mensal de créditos do vale-transporte considerando apenas a quantia necessária para garantir o trajeto do colaborador no mês. Além disso, esse sistema não altera a rotina do colaborador, que manterá seu trajeto de casa para o trabalho normalmente”, finaliza.