Gestão de Pessoas

26/05/2018 - 12h00

Pesquisa aponta que 60% dos profissionais de RH pretendem inovar em processos seletivos

Pesquisa aponta que 60% dos profissionais de RH pretendem inovar em processos seletivos
Segundo pesquisa realizada pela Matchbox Brasil, HR Tech que tem o objetivo de aprimorar a forma como empresas e jovens se relacionam, 60% dos profissionais de Recursos Humanos pretendem inovar em processos seletivos e construir uma marca empregadora cada vez mais forte. O estudo foi apresentado na primeira edição do HR Thinking, evento proprietário para discutir a evolução do setor,
 
Os setores que mais têm se preocupado com seus processos de atração e retenção de talentos são os de Agronegócios, Auditoria e Consultoria, Bens de Consumo, Indústria e Meios de Pagamento. Tais comportamentos podem ser corroborados pelo crescente número de startups desses segmentos, sendo 85 de agronegócios e cerca de 500 fintechs, por exemplo, segundo a Associação Brasileira de Startups.
 
Outro dado relevante apontado na pesquisa é que 52% dos gestores encaram como principais objetivos reduzir o tempo de entrega de vagas e 51% criar ou fortalecer ações de Employer Branding, conceito que estabelece a reputação de uma empresa como um bom lugar para se trabalhar. Um ponto positivo detectado na pesquisa é que 50% das empresas alegaram um aumento no budget para talent acquisition, ou seja, com o aquecimento da economia, as empresas estão voltando a contratar.
 
"Não é de hoje que a forma de contratação mudou e quem escolhe onde quer se estabelecer é o colaborador, e não mais apenas a empresa empregadora. Muitas vezes, antes de ir para uma entrevista ou aplicar para uma vaga, o candidato faz uma vasta pesquisa sobre a companhia e caso note que sua reputação de política de tratamento com funcionários não é tão boa assim, desiste da vaga, mesmo que financeiramente fosse uma boa oportunidade", explica Kleber Piedade, CEO da Matchbox Brasil.

Deixe seu comentário: