Artigos

24/01/2017 - 09h00

Quatro dicas de como preparar a geração millenial para assumir cargos de liderança

Quatro dicas de como preparar a geração millenial para assumir cargos de liderança

Por Mariane Guerra*

 

De acordo com a consultoria Booz Allen, atualmente os millenials formam a faixa etária mais expressiva no mercado de trabalho norte americano e, globalmente, possuem um poder de compra de U$2,45 trilhões. No Brasil, a geração já representa 44% da população economicamente ativa do país, movimentando cerca de R$ 268 bilhões.

 

Os números mostram a influência que este grupo tem para o futuro do trabalho e traz um cenário desafiador para a área de recursos humanos: Como se posicionar perante estes novos anseios e trabalhar no desenvolvimento de novas lideranças?

 

Conheça quatro dicas que podem ajudar a inspirar e desenvolver esta nova força de trabalho:

 

- Mude a forma como define liderança

O primeiro passo consiste em esquecer a percepção tradicional em relação aos sonhos de carreira dos colaboradores. Os millenials tendem a dar menos valor a conceitos de autopromoção como visibilidade e reconhecimento de habilidades. Para eles, as verdadeiras características de liderança consistem na visão estratégica, inspiracional e visionária.

 

- Invista em formação e desenvolvimento continuado de líderes

Quando falamos em investimentos, não se trata apenas de destinar maiores recursos para a área de recursos humanos. É preciso desenvolver um programa de formação contínuo e específico de lideranças por meio de cursos de aperfeiçoamento, qualificação e plano de carreira. Contratar uma empresa especializada neste tipo de treinamento também tende a tornar o desenvolvimento de profissionais desta geração mais efetivo. 

 

- Repense a relação com seus funcionários

De acordo com a pesquisa Future of Work, realizada pela ADP, os millennials acreditam que a liberdade dada pelas empresas não é suficiente e que as organizações ainda precisam se adaptar à nova realidade demandada por eles.

 

Companhias construídas em sistemas de TI/conectividade que permitem uma maior coordenação entre distância e tempo, tendem a ter alguma vantagem na retenção de líderes no futuro. Isso não significa que organizações tradicionais não possam mudar a tempo, o segredo concentra-se mais na mudança de cultura do que em questões estruturais.

 

- Use a tecnologia como aliada

A geração millenial tem como uma de suas principais características o uso massivo da tecnologia em todos os momentos de sua vida. É importante que as empresas olhem para este quesito como uma forma de atração. Usar e abusar da tecnologia em processos para analisar, desenvolver e orientar a carreira dos colaboradores pode ter um grande impacto na percepção destes em relação a empresa.

 

Um outro benefício importante consiste na utilização da tecnologia para melhorar o recrutamento e gerir a manutenção de talentos. Quanto mais completa for a gestão de pessoas, maior a chance de identificar e trabalhar possíveis líderes.

 

*Mariane Guerra é VP de Recursos Humanos Latam na ADP

Deixe seu comentário: